Postado em 24 de Junho de 2016 às 10:40
Programa Olhar Bem: muita emoção e vidas transformadas
Professora Amazília, cega de um olho há 8 anos, voltou a enxergar na manhã desta quinta-feira
Mutirão de catarata Olhar Bem

O programa de mutirão de catarata Olhar Bem, do Governo do Estado do Piauí, segue recebendo dezenas de idosos de todos os municípios da região extremo sul, transformando a vida de pessoas, muitas delas, a princípio, condenadas a viver pelo resto de suas vidas parcial ou totalmente cegas. Por falta de condições financeiras, de recursos e até de informações, a maioria das pessoas atendidas dificilmente teria acesso ao procedimento simples de cirurgia, mas que é realizado somente em grandes centros urbanos, o que, para idosos em situação de vulnerabilidade, torna ainda mais inacessível. Inúmeros casos emocionantes podem ser vistos em poucos minutos de observação. Pessoas que há muitos anos não enxergavam e que em menos de uma hora tem sua problemática totalmente resolvida, caso todas as precauções pós-operatórias sejam seguidas a risca. Na manhã desta quinta, uma paciente em especial chamou a atenção da equipe de saúde. Dona Amazília Mendes de Carvalho, de 82 anos, moradora de Corrente, professora aposentada, foi diagnosticada há 10 anos com um deslocamento de retina e passou por um procedimento cirúrgico em Anápolis, estado de Goiás, que não teve sucesso. “Desde essa época eu enxergo apenas escuro ou claro com o olho direito, nada mais além de vultos. Os médicos diziam que não tinha o que fazer. Dependia totalmente do meu olho esquerdo. As pessoas não fazem ideia do quanto sentimos com a perda de um olho, é muito difícil”. Incentivada pelos familiares, fez o exame na data de ontem e por sugestão dos médicos, veio fazer o ultrassom na data de hoje. “Eles afirmaram que se fosse possível, fariam a cirurgia. Fiquei tão nervosa que nem dormi”. Na manhã desta quinta, a idosa teve a confirmação de que poderia fazer a cirurgia e já saiu da mesa de cirurgia enxergando. “Fiquei tonta de tanta emoção, quase desmaiei, é um presente de Deus!”, declarou emocionada. A coordenadora do Programa de Saúde da Família de Corrente, Bianca Franco, afirma que mais de 200 pacientes de Corrente já foram atendidos e que a maioria dos municípios estão trazendo seus pacientes para fazer as cirurgias. “Lamentamos apenas por alguns municípios que não estão participando, como no caso de Sebastião Barros, em que os pacientes estão vindo por conta própria. Também não vimos ainda pacientes de Morro Cabeça no Tempo, Cristino Castro e Santa Luz, o que é uma pena, pois é a última ação do programa no estado”, frisa. Já foram recebidos pacientes dos municípios de Riacho Frio, São Gonçalo do Gurgueia, Gilbués, Monte Alegre, Cristalândia do Piauí, Avelino Lopes, Julio Lopes, Barreiras do Piauí, Palmeiras do Piauí, Alvorada do Gurgueia, Eliseu Martins, Redenção do Gurgueia, Bom Jesus, Curimatá e Colônia do Gurgueia. O programa segue atendendo durante toda essa sexta-feira (24).


ULTIMAS NOTÍCIAS